Corpo de britânico executado no Iraque ainda não foi recuperado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 9 de outubro de 2004 as 11:06, por: cdb

Uma porta-voz embaixada britânica em Bagdá afirmou que está fazendo o possível para recuperar o corpo de Kenneth Bigley, de 62 anos, cuja a execução foi anunciada na última sexta-feira.

– Estamos fazendo todos os esforços para recuperar o corpo (do britânico) – disse a porta-voz da missão diplomática, sem dar detalhes sobre estes esforços.

O engenheiro Bigley tinha sido seqüestrado em 16 de setembro em sua casa, em Bagdá, junto de dois colegas americanos, Eugene Armstrong e Jack Hensley, que foram decapitados no mês passado por rebeldes do grupo do jordaniano Abu Musab al Zarqawi, ligado à organização Al Qaeda e suspeito de ter células ativas no Iraque, sobretudo em Fallujah.

A execução representa um revés para o governo do primeiro-ministro iraquiano, Iyad Allawi, que proclama sua determinação de lutar contra os rebeldes e há uma semana participou com homens, junto da Força Multinacional, das ofensivas contra o reduto sunita de Samarra e em outra operação a sudeste da capital.

O Executivo iraquiano se declarou incapaz de confirmar as informações publicadas pela imprensa britânica sobre uma suposta fuga do refém, que teria precipitado sua execução.

– Neste momento não tenho nenhuma informação totalmente segura que possa confirmar isso – disse o chanceler Hoshyar Zebari à emissora BBC Radio 4.