Coronel nega problemas nos aviões envolvidos no acidente da Gol

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 17 de maio de 2007 as 13:16, por: cdb

 As investigações sobre o acidente envolvendo o avião da Gol e o jato Legacy, ocorrido em setembro do ano passado, mostram que não houve problemas técnicos nos equipamentos das duas aeronaves.

A informação foi dada nest a quinta-feira aos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito do Apagão Aéreo da Câmara pelo coronel Rufino Antônio da Silva. Ele preside a Comissão da Aeronáutica que investiga o acidente, que resultou na morte de todos os passageiros do vôo 1907, da Gol.

Segundo o coronel, depois dessa investigação será analisada a parte operacional. “Se não encontrarmos defeito nos equipamentos, resta partir para a parte de operação”, ou seja, os procedimentos dos controladores de vôo e dos pilotos.

Questionado sobre a possibilidade de haver ponto cego (áreas que o radar não consegue captar) na rota das duas aeronaves, o coronel Rufino disse que “dentro do cenário do acidente não tem nenhum ponto cego”, mas reafirmou que “existem pontos onde foi perdido o contato” .

Nesta quinta-feira à tarde os deputados devem ouvir o depoimento do chefe da operação de resgate dos corpos das vítimas do acidente, brigadeiro Jorge Kerson Filho