Corinthians e São Paulo empatam em 2×2

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 29 de setembro de 2002 as 22:39, por: cdb

No tão esperado encontro entre Corinthians e Ricardinho, deu empate. Alvinegros e tricolores ficaram no 2 x 2 neste domingo, no Morumbi, em uma partida bastante movimentada. Reinaldo (2) e Gil (2) foram os artilheiros da partida.

Com o resultado, o Corinthians chega aos 27 pontos e se isola na liderança do Campeonato Brasileiro. Já o São Paulo, contabiliza agora 21 pontos e não retornou à zona de classificação.

Em campo, todas as atenções voltadas para Ricardinho (que teve uma atuação discreta) e o seu reencontro com os antigos companheiros. Muitos abraços, conversas paralelas e trocas de gentilezas.

Carlos Alberto Parreira, antes de Paulo César Oliveira autorizar o início do clássico, foi sincero. “Como adversários, quero que ele jogue muito mal”, afirmou.

O camisa 10 do Morumbi, após quatro anos no Parque São Jorge, por muito pouco não abriu o placar, logo a 1min de jogo. Após o São Paulo trocar muitos passes, o meia chutou da intermediária e assustou Doni; a bola passou rente à trave esquerda.

Mais solto em campo e muito disciplinado, o tricolor adiantou a marcação e não dava espaços aos atacantes corintianos. Kaká, aos 9min, recebeu bola na direita e chutou forte. Doni fez boa defesa.

O xodó da torcida são paulina desperdiçou outra excelente oportunidade seis minutos mais tarde. De frente para o gol, com o goleiro do Timão caído, o meia chutou por cima do travessão. Kaká levou as mãos à cabeça e lamentou.

Nem mesmo a ausência de cinco titulares (Rafael, Gustavo Nery, Júlio Baptista, Maldonado e Luís Fabiano) abateu o São Paulo, que envolvia o Corinthians, completo, facilmente. O alvinegro limitava-se a tocar a bola.

Guilherme perde pênalti

No primeiro ataque lúcido do Timão, após cobrança de escanteio, Régis puxou Fábio Luciano pela camisa e o juiz marca pênalti, aos 28min. Guilherme cobra mal e Rogério Ceni defende.

Na seqüência, após novo tiro lateral, o centroavante alvinegro aproveitou o rebote da defesa tricolor mas a arbitragem apontou impedimento.

Os lances despertaram o Corinthians, que reverteu a situação e dominou a partida no final do primeiro tempo. Faltou, porém, objetividade à equipe de Parreira. Aos 43min, após cruzamento de Gil, Deivid, na pequena área, furou feio.

Fábio Simplício e Ricardinho, com chutes de fora da área, responderam aos 46min. “As chances precisam ser convertidas em gols”, disseram os atletas no intervalo.

Gols

As equipes voltaram para a etapa complementar mais precavidas – atacavam com cautela e valorizavam a posse de bola.

Mas aos 12min, Deivid recebeu na direita e cruzou para Guilherme. O camisa sete furou e a bola sobrou para Gil, que de carrinho, empurrou para o fundo das redes. Foi o primeiro gol do atacante no Brasileirão.

Demorou quatorze minutos para o São Paulo empatar o jogo. Adriano, que entrou no lugar de Júlio Santos, cobrou escanteio e Reinaldo cabeceou firme.

O mesmo jogador virou a partida aos 35min, chutando cruzado, da entrada da área. Festa dos torcedores são paulinos, regidos em campo pelo ídolo Ricardinho.

Mas o Corinthians não desistiu e Gil, de novo, marcou. Kléber cruzou da esquerda, Leandro ajeitou a bola e o camisa 10 não perdoou, dando números finais ao clássico.

SÃO PAULO 2 x 2 CORINTHIANS

São Paulo
Rogério Ceni; Gabriel (Ameli), Jean, Régis e Jorginho Paulista; Fábio Simplício, Júlio Santos (Adriano); Kaká e Ricardinho; Leandro e Reinaldo
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Corinthians
Doni; Rogério (Fabrício), Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Fabinho, Vampeta e Renato (Marcinho); Deivid (Leandro), Guilherme e Gil
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Data: 29/9/2002 (domingo)
Horário: 16h
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Público: 49.231 torcedores
Renda: R$ 451.820,00
Cartões amarelos: Ânderson, Fabinho (C), Régis, Reinaldo, Simplício
Gols: Gil, aos 12min; Reinaldo, aos 26min e 35min; Gil, aos 44min do segundo tempo