Corinthians deve anunciar dois reforços nesta sexta-feira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de abril de 2003 as 23:16, por: cdb

Mal a delegação desembarcou em São Paulo após a vitória por 2 a 0 sobre o The Strongest, em La Paz, e o ambiente no Corinthians já está agitado. O gerente de Futebol, Edvar Simões trabalhou durante toda a semana na contratação de dois reforços e ambas devem ser concluídas nesta sexta-feira, assim que o vice-presidente de Futebol, Antonio Roque Citadini, que acompanhou a delegação na Bolívia, der o aval. No meio, Cocito, do Atlético-PR, substitui o volante Vampeta. No ataque, Allann Delon, do Vitória, é aguardado para o lugar de Lucas.

Os jogadores já falam como atletas do Corinthians. Cocito não se cansa de dizer que o sonho de seus familiares, todos corintianos, é vê-lo no Parque São Jorge. “Tenho certeza de que terei uma identificação muito grande com a torcida do Corinthians”, afirmou.

“Aguardo apenas um telefonema para me apresentar em São Paulo.” Já o atacante baiano festeja o fato de jogar ao lado de vários conterrâneos. “Lá (no Corinthians), tem o Vampeta, o Jorge Wagner e o Liedson. Não vou ter problema nenhum de adaptação”.

No caso de Cocito, pessoas ligadas à diretoria garantem que o jogador não é unanimidade no clube. A contratação teria sido feita apenas para atender um pedido pessoal do técnico Geninho, com quem o volante trabalhou em 2001, na vitoriosa campanha do Atlético-PR no Campeonato Brasileiro. Já com relação a Allann Delon, os corintianos aguardam o desfecho da negociação que o Vitória iniciou com o Querétaro, do México.

Se o dinheiro da primeira prestação não for depositado, o atacante segue para o Parque São Jorge. Como o próprio atleta já manifestou sua predileção pelos time paulista, todos estão otimistas quanto à conclusão do negócio.

Torcida – Um dia depois da cirurgia que sofreu para a reconstrução dos ligamentos cruzado e tibial do joelho esquerdo, Vampeta confirmou nesta sexta-feira que voltará a jogar antes do prazo mínimo de seis meses imposto pelo médico responsável pela operação, Moisés Cohen.

“Vou surpreender todos eles.” O volante aproveitou também para demonstrar seu otimismo sobre a participação da equipe na Copa Libertadores da América. “O Corinthians chegou às quartas-de-final em 1999 e na semifinal em 2000”, lembrou. “Agora vai chegar na final e ser campeão”.

A equipe se reapresenta nesta sexta-feira pela manhã e faz o único treino para a partida de sábado, às 16 horas, contra o Paysandu, pelo Campeonato Brasileiro. O jogo estava marcado para domingo, mas o time paraense pediu a antecipação por causa de compromisso pela Libertadores na terça-feira, contra o Universidad Catolica, no Chile.