Coração que salvou vida de Norton tinha sido descartado no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de dezembro de 2003 as 20:12, por: cdb

O coração do médico Ricardo Veiga Oliveira, que foi transplantado na madrugada de sexta-feira no ator Norton Nascimento, internado em São Paulo, havia sido descartado pela Câmara Técnica Cardíaca do Rio de Janeiro. Segundo o Rio Transplante, o órgão foi considerado inadequado pela câmara por ter recebido muitos medicamentos para permanecerbatendo.

A rejeição, segundo Joaquim, tem sido freqüente no Rio e explica o pequeno número de cirurgias no estado, onde, este ano, foram feitos apenas quatro transplantes de coração. São Paulo, só no primeiro semestre, fez 45 cirurgias. 

– Estamos exportando corações e pâncreas para outros estados sempre que possível. Quase não há transplantes desses órgãos no Rio. A fila por um coração só tem oito pessoas. Ou os pacientes estão morrendo enquanto esperam ou procurando ajuda em outros estados – diz Joaquim, que atribui o reduzido número de cirurgias a desavenças políticas entre o Rio Transplante e as câmaras técnicas.