Copom confirma expectativas e reduz taxa básica para 9%, perto do menor nível

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 17:37, por: cdb

Copom confirma expectativas e reduz taxa básica para 9%, perto do menor nível

Por: Redação da Rede Brasil Atual

Publicado em 18/04/2012, 20:20

Última atualização às 20:19

Tweet

São Paulo – O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) reduziu hoje (18) novamente a taxa de juros básicos da economia, a Selic, agora em 9% ao ano. É o sexto corte seguido feito pelos diretores do Copom, que tomaram a decisão por unanimidade. Trata-se do nível mais baixo desde o período entre julho de 2009 e março de 2010, quando, em meio à crise econômica internacional, a instituição manteve a Selic em 8,75% ao ano. A decisão confirma expectativa dos analistas, que majoritariamente esperavam pelo corte de 0,75 ponto percentual.

Em nota, o comitê vê riscos menores para a inflação, um dos fatores que levaram à alta no início do governo da presidenta Dilma Rousseff. “O Copom considera que, neste momento, permanecem limitados os riscos para a trajetória da inflação. O Comitê nota ainda que, até agora, dada a fragilidade da economia global, a contribuição do setor externo tem sido desinflacionária”, diz o comunicado, que fala ainda em “seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias”.

A trajetória de queda foi revertida na reta final do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, e foi seguida por cinco elevações seguidas nas primeiras reuniões da gestão de Alexandre Tombini, já sob a presidência de Dilma. Quando a presidenta assumiu o mandato, a taxa estava em 11,25% e chegou a 12,5% em julho do ano passado. Desde então, o Copom promoveu cortes. Contribuíram para a mudança de política a queda brusca na atividade econômica e o ritmo considerado mais “comportado” da inflação.