Copa do Brasil: Após vitória, Vasco evita euforia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 10:36, por: cdb
O Vasco conseguiu o gol, marcado pelo atacante Alecsandro no segundo tempo

A vitória do Vasco sobre o Coritiba por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, em São Januário, no duelo de ida da final da Copa do Brasil, não deixou o técnico Ricardo Gomes mais otimista em relação às chances de o time carioca ser campeão.

O treinador evitou o clima de euforia e ressaltou que sua equipe precisa esquecer a vantagem no confronto de volta, na próxima quarta-feira, no Estádio Couto Pereira, e manter a postura ofensiva apresentada dentro de casa.

– Vamos ter o mesmo comportamento que tivemos contra o Atlético-PR, nas quartas de final, e contra o Avaí, na semifinal, não vai ser diferente. Se for diferente não vai funcionar. Nós temos que conseguir colocar o adversário em dificuldade com esse tipo de jogo ofensivo , afirmou.

Gomes ressaltou que não consegue dimensionar o tamanho da vantagem obtida pelos vascaínos.

– Claro que gostei da vitória, gostei de não ter levado gol. Mas eu não vou para lá (para Curitiba) com o regulamento na mão. Vou lá para fazer o que nós fizemos contra o Atlético-PR e contra o Avaí, com um time bem equilibrado, colocando o adversário em dificuldade, mas não posso chegar lá ‘lendo’ o regulamento.

Com o Caldeirão de São Januário lotado, o Vasco conseguiu o gol, marcado pelo atacante Alecsandro, de cabeça, no segundo tempo. O Gigante da Colina volta a campo no domingo, para enfrentar o mesmo adversário, pelo Brasileirão. Já o segundo jogo da final da Copa do Brasil será disputado na quarta-feira, às 21h50, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, onde o Vasco joga pelo empate para ficar com o título.

Mesmo pressionando pela torcida vascaína, que lotou o estádio de São Januário mais uma vez, o Coritiba iniciou bem a partida e aos 17 minutos, Fernando Prass fez sua primeira defesa, após im chute de Bil. Logo depois, quem também trabalhou bem foi Edson Bastos, que parou Diego Souza após belo lançamento de Felipe. Aos 28 minutos foi a vez do Coxa chegar novamente com Davi, que bateu de fora da área e assustou aos milhares de cruzmaltinos que compareceram ao Caldeirão.

O Vasco, aos 35 minutos voltou a ter uma boa oportunidade, mas antes que a bola chegasse na cabeça de Alecsandro, Edson Bastos apareceu para cortar e garantir o empate de 0 a 0 na etapa inicial.

O Vasco voltou do intervalo com a mesma equipe que iniciou o primeiro tempo, mas com uma postura completamente diferente. Marcando a saída de bola do adversário, o Gigante da Colina mostrou quem é que manda no Caldeirão. Aos 5 minutos, após bela trama ofensiva, Allan recebeu a bola na direita e colocou a bola na cabeça de Alecsandro, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes: Vasco 1 X 0.

O gol abalou a equipe do Coritiba por um pouco tempo, mais precisamente até os 17 minutos, quando Bill fez uma grande jogada e bateu forte, obrigando Fernando Prass a salvar a pátria cruzmaltina. O Coxa seguiu pressionando e encurralando a equipe vascaína, que a essa altura já jogava nos contra-ataques. Aos 21 minutos, Rafinha arriscou de longe e até que acertou as redes, mas as do lado de fora. Léo Gago, aos 26, de falta, também levou perigo, mas o Coritiba ficou nesta tentativa de chegar ao empate.