Convocação extraordinária do Congresso gera críticas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de dezembro de 2003 as 22:32, por: cdb

O senador Paulo Paim (PT/RS) classificou como “puro ciúme”o fato de o presidente da Câmara, João Paulo Cunha(PT-SP), discordar da convocação extraordinária do Congresso.

A convocação tem por objetivo votar a emenda paralela da Previdência Social.Na semana passada, Paim chegou aameaçar fazer greve de fome caso o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não convocasse o senadoresentre20 de janeiro a 15 de fevereiro.

A iniciativa custará aos cofres públicos um gasto adicional de R$ 54 milhões. O Congresso já foi convocado para votar tantas “abobrinhas” que não seria num momento de importância desse, de um projeto de interesse de milhares pessoas, que ele deixaria de ser convocado, afirmou Paim.