Contrabando de restos fósseis é impedido por polícia aduaneira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de abril de 2003 as 15:37, por: cdb

A polícia aduaneira impediu um contrabando de ovos e restos fósseis de dinossauros da Patagônia argentina para os Estados Unidos e Suécia, informou nesta quarta-feira o titular da Aduana, Mario das Neves.

A manobra foi desbaratada por efetivos da Aduana e da Polícia Aeronáutica, na última quinta-feira (10), quando uma empresa exportadora, da qual não foi divulgado o nome, pretendia levar os materiais do país, através do aeroporto internacional de Ezeiza.

“Eram cinco tambores e uma cesta de vime” com destino à Suécia, e “outro maior para os Estados Unidos”, informou das Neves em entrevista em Tribunales.

Os restos fósseis de dinossauros, que haviam sido descobertos principalmente na Patagônia, têm entre 70 e 100 milhões de anos.

Os tambores continham “fragmentos de cascas de ovos de dinossauro, crânios de mamíferos ungulados extintos, couraças de tatus pré-históricos, restos de tronco opalinos e invertebrados marinhos fósseis parentes dos ouriços do mar”, detalhou.

As peças seqüestradas, que provêm das províncias de Chubut e Río Negro (ambas no Sul), iam ser exportados como “mostras minerais petrificadas”, disseram.