Continua no Rio a ‘Operação Pressão Máxima’ de combate à criminalidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de novembro de 2003 as 11:59, por: cdb

A Secretaria de Segurança Pública informou nesta segunda-feira que 21 pontos da cidade do Rio de Janeiro foram ocupados por policiais, dando prosseguimento à ‘Operação Pressão Máxima’ desencadeada pelo governo fluminense para combater a crimininalide.

O trabalho está sendo executado nas favelas Paula Ramos, no Estácio; Morro do Azul, em Botafogo; do Metrô, no Méier; São Sebastião, em São Cristóvão; Morro da Providência, na Saúde; Morro do Salgueiro, na Tijuca; Morro do Viana, em São Gonçalo; Morro da Lagartixa, em Costa Barros; Morro do Cantagalo, em Niterói; Favela da Coréia, em Senador Camará; Favela do Lixão, em Duque de Caxias; Favela Vigário Geral; Favela da Pixuna, na Ilha do Governador; Cidade de Deus, em Jacarepaguá; Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana; Favela Gogó da Ema, em Mesquita; Favela Bacia do Éden, em São João de Meriti; Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, em Bonsucesso; Favela da Rocinha; Conjunto Cesarão, em Santa Cruz; e Favela da Carobinha, em Campo Grande.