Consumidores marcam presença em lojas para testar relógio da Apple

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 10 de abril de 2015 as 13:22, por: cdb
No dia 24 de abril, os consumidores poderão comprar o relógio inteligente online ou com reservas em lojas
No dia 24 de abril, os consumidores poderão comprar o relógio inteligente online ou com reservas em lojas

 

Consumidores se aglomeraram em lojas da Apple ao redor do mundo nesta sexta-feira para dar a primeira olhada no relógio inteligente da marca, aposta da gigante de tecnologia para seu próximo sucesso.

O Apple Watch, o primeiro grande novo produto do atual presidente-executivo, Tim Cook, e a primeira investida da companhia no mercado de artigos pessoais de luxo, está disponível em pré-venda online e para ser testado em lojas, mas não para serem levados para casa.

No dia 24 de abril, os consumidores poderão comprar o relógio inteligente online ou com reservas em lojas incluindo butiques de moda em Paris, Londres e Tóquio, parte da estratégia da Apple de posicionar o relógio como um acessório indispensável.

Antes da abertura da loja da Apple em Paris, cerca de 100 pessoas faziam fila do lado de fora. Funcionários encorajaram e aplaudiram os primeiros consumidores, a maioria deles homens com menos de 30 anos.

– Eu tenho tudo da Apple então agora eu preciso conseguir o relógio – disse Jeremy Dugue, de 19 anos, que usava uma jaqueta de couro depois de ter encomendado o modelo em aço inoxidável por 1.150 euros.

Samsung

A Samsung espera vendas recordes de seu celular inteligente Galaxy S6 e afirmou que vai enfrentar dificuldade para atender à demanda pela versão com borda curvada por causa de restrições de produção.

Os modelos S6 receberam críticas positivas, o que impulsionou as expectativas de recuperação de resultados da companhia em 2015. Esta semana, a companhia estimou que o lucro operacional de janeiro a março será o mais alto em três trimestres, o que analistas afirmam se dever ao fato da empresa utilizar mais chips próprios em seus novos celulares.

A Samsung espera que o modelo com tela plana do S6 venda mais que a versão com borda curvada, que custa cerca de US$ 120 a mais na Coreia do Sul. Além disso, o chefe da divisão de dispositivos móveis, J. K. Schin, disse que a companhia não vai conseguir acompanhar a demanda pelo modelo de tela curvada (S6 edge) porque ela é mais difícil de ser fabricada.

A companhia não revelou seu recorde atual de vendas para um único modelo. Analistas consideram o Galaxy S3 como o modelo mais vendido da companhia no geral.

O Nomura estimou que a Samsung vendeu 80 milhões de S3 nos três anos desde o lançamento em 2012 e 43 milhões de S4s desde o lançamento do modelo em abril de 2013 até o fim daquele ano. Alguns analistas estimam que a Samsung pode vender 50 milhões ou mais de unidades do S6 este ano.

Shin afirmou que a Samsung está preparando uma série de aparelhos “vestíveis”, incluindo uma nova versão do relógio inteligente Gear. A rival Apple deve lançar seu próprio smartwatch em 24 de abril.