Consórcio ligado a Mansell salva GP da Inglaterra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de outubro de 2004 as 11:51, por: cdb

Um consórcio pouco conhecido ligado ao ex-campeão mundial Nigel Mansell diz que fechou um acordo de longo prazo para salvar o Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1.

– Fechamos acordo com (o empresário) Bernie Ecclestone para assinar uma licença de sete anos do Grande Prêmio de Fórmula 1 para a Grã-Bretanha – disse à rádio BBC na quinta-feira Kim Cockburn, diretora da Brand Synergy Ltda.

– Enviamos nossas propostas ao BRDC (Clube de Pilotos Britânico), compartilhamos da idéia do BRDC de desenvolver e entregar o plano que vai garantir que Silverstone continue firme nos próximos anos – disse ela.

Questionada sobre se o grupo conseguiu os 9 milhões de libras (16,02 milhões de dólares) por corrida que Ecclestone quer, ela respondeu:

– Sim, conseguimos – sentenciou.

Ecclestone disse na semana passada que a corrida tinha sido retirada do calendário provisório de 2005 porque o BRDC, proprietário do circuito de Silverstone, não respeitou seus termos para promover a corrida.

Entretanto, tem havido muita movimentação nos bastidores desde então e o ex-campeão Jackie Stewart, presidente do BRDC, disse na quarta-feira que estava otimista em relação a uma solução. 

O BRDC confirmou em um comunicado que foi procurado pela Brand Synergy com uma oferta para atuar como promotor da corrida.

– Nenhum pedido formal foi feito ao conselho do BRDC, apesar de estarem acontecendo discussões – dizia o comunicado.

O BRDC diz que permanece em discussões com o governo, Ecclestone e todas as partes interessadas com o objetivo de salvar a corrida. Uma porta-voz de Mansell confirmou que o campeão de 1992 está envolvido com a Brand Synergy.

Mansell ficou indignado com as notícias de que Silverstone seria retirada do calendário. O circuito recebeu a primeira corrida de Fórmula 1 em 1950 e a Grã-Bretanha esteve no calendário todo ano deste então.