Confronto do Exército com militantes islâmicos mata 33 no Iêmen

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 9 de abril de 2012 as 11:06, por: cdb
Iêmen
O conflito com islamistas no sul é apenas um dos vários problemas enfrentados no Iêmen

Ao menos 33 pessoas morreram nesta segunda-feira depois que combatentes de um grupo ligado à Al Qaeda atacaram um acampamento militar perto de Laedar, no sul do Iêmen, disseram moradores e autoridades locais.

O confronto aconteceu quando os militantes da Ansar al-Sharia lançaram um ataque ao alvorecer no acampamento, que fica na província de Abyan, a cerca de 120 quilômetros da cidade portuária de Áden.

O grupo tomou controle de uma parte significante do território de Abyan durante a revolta que levou à substituição do presidente Ali Abdullah Saleh por seu vice, num acordo que a Arábia Saudita e os Estados Unidos esperam que impeça a Al Qaeda de aumentar sua presença num país perto de rotas cruciais de exportação de petróleo.

O conflito com islamistas no sul é apenas um dos vários problemas enfrentados pelo novo presidente do Iêmen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, que assumiu o poder em março prometendo combater a Al Qaeda, mas que já teve mais de 100 soldados mortos em uma série de ataques de militantes em seus primeiros dias de governo.

Dezoito militantes morreram no confronto desta segunda-feira com os militares, e outros cinco foram mortos quando aviões bombardearam uma área dominada por eles, disseram moradores e autoridades locais. Nove soldados e um morador local que lutava ao lado deles também foram mortos.