Conflito deixa 900 mil desabrigados em áreas de fronteira no Sudão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de outubro de 2012 as 16:01, por: cdb

Conflito deixa 900 mil desabrigados em áreas de fronteira no Sudão

CARTUM, 19 Out (Reuters) – Mais de 900 mil pessoas já ficaram desabrigadas ou foram afetadas de alguma outra forma grave por causa dos combates em dois Estados do Sudão, disse a ONU nesta sexta-feira, ampliando fortemente a estimativa e pedindo ao governo e aos rebeldes que permitam o oferecimento de ajuda na região.

Os combates entre o Exército sudanês e o grupo rebelde Movimento de Libertação do Povo do Sudão-Norte (MLPS-N) começaram em junho de 2011 no Estado de Kordofan do Sul, que faz fronteira com o recém-independente Sudão do Sul.

Em setembro do ano passado, o confronto se espalhou para o vizinho Estado do Nilo Azul, também na fronteira com o mais novo país africano.

O Sudão acusa o Sudão do Sul de patrocinar o MLPS-N, acusação que diplomatas acham crível, apesar das negativas do governo sul-sudanês.

O Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU estima que 908 mil pessoas tenham sido afetadas de forma significativa pelo conflito. A estimativa anterior era de 655 mil.

“Nas áreas do MLPS-N, nenhum funcionário humanitário foi capaz de entrar a partir do Sudão, e nenhuma ajuda alimentar tem sido entregue, apesar das intensas negociações em curso há mais de 16 meses”, afirmou a ONU.

(Reportagem de Ulf Laessing)

Reuters