Conflito de sem-terra deixa morto e feridos no Pará

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de março de 2003 as 23:43, por: cdb

Assentados da fazenda Palmeiras I, sul do Pará, iniciaram um conflito, no início da noite desta quinta-feira, que terminou com um morto e quatro feridos. Integrantes do assentamento do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), de acordo com registro policial, foram vítimas de uma emboscada. No centro da disputa está o controle da Associação dos Pequenos Produtores Rurais da Gleba Santa Rita, que reúne os assentados da fazenda.

José do Carmo Silva, 34, morreu com vários tiros no peito. Dois adultos, um adolescente de 14 anos e uma criança de 9 ficaram feridos. A polícia prendeu como suspeita pela autoria do crime Maria das Graças Pereira da Luz e está à procura de Raimundo Nonato Pereira, seu irmão.

Ela preside a associação de produtores rurais e está sendo acusada pelos outros assentados de ter vendido o seu lote, o que é ilegal, e de desviar recursos enviados pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

Um sobrevivente da emboscada disse à polícia que seu grupo foi visitar Maria das Graças para negociar a saída dela do assentamento, mas foram recebidos a tiros de espingarda. A Agência Folha não conseguiu entrar em contato com ela.