Como ordenar as reformas do sistema econômico e político na China

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de outubro de 2012 as 13:54, por: cdb

“A reforma é um tema de discussão permanente na China, e que pode ajudar o país a manter o vigor e vitalidade. Nos últimos milhares de anos, o país asiático testemunhou várias reformas e revoluções. Com a alteração de liderança, as políticas também se transformaram diversas vezes”. Artigo da Rádio Internacional da China.
“Nos períodos de fortes privações, a sobrevivência foi o mais importante para o povo. A situação mudou desde a fundação da República Popular da China, especialmente depois da política de Reforma e Abertura. As maiores mudanças durante este processo foram sociais assim como na divisão do trabalho e diversificação do papel do povo.

Não podemos negar que ainda existem muitos pobres na China, mas a ameaça à sobrevivência já não é mais a preocupação central na vida das populações. A China explorou continuamente nos últimos 60 anos, encontrou muitos impedimentos e aprendeu bastante.

O país que é também uma civilização antiga está no caminho certo e se desenvolve cada vez mais rápido. A maioria da população chinesa se livra da pobreza, mais e mais famílias entram na classe média e a popularização da educação básica promove a realização da meta de fazer do país uma nação rica e forte.

A China está continuamente se alterando, simultaneamente, o estilo de vida e atitude perante a vida da população chinesa também estão se modificando. As especificações do estilo de vida, os valores da comunidade e o modo de pensamento do passado são questionados por muitas vezes na China moderna.

A direção do desenvolvimento da China é clara, mas o caminho para o futuro está cheio de fatores desconhecidos. O fator mais notável é a mudança dos valores da população. Ao contrário dos tempos passados, aumentar e compartilhar a riqueza do país é o assunto central para o povo; a criação de uma comunidade mais justa será a principal exigência do país. Para realizar essas metas, a coordenação do incencitvo à reforma do sistema econômico e político é necessária. Devemos garantir e defender os êxitos da reforma econômica no setor político, e promover ainda mais as medidas reformadoras.

A essência das mudanças na China é a alteração do povo. Com a fundação da China moderna e o desenvolvimento, as pessoas não querem viver com restrições ideológicas, não seguem cegamente dogmas e autoridades, o que resulta na diversificação, com uma mentalidade mais cosmopolita, das perspectivas de vida e valores pessoais. Cada grupo e indivíduo têm as suas próprias exigências e por vezes não conseguem chegar a consenso. Este é o fenômeno mais proeminente durante a transformação da China, e é um fato que nós temos que enfrentar no futuro.

Nos últimos 60 anos, a China alcançou três feitos históricos: a independência, se livrar da pobreza e ampliar a tolerância política e social após a Reforma e Abertura. No entanto, com a mudança da estrutura popular da China, as caraterísticas típicas do cidadão “chinês” também se estão alterando. Para o povo chinês, mudar a situação atual é melhor que fazer adaptações. O governo deve encorajar todos os chineses a assumir a responsabilidade de mudar a situação atual do país.

Na China de hoje, as autoridades devem atender às exigências de classes diferentes e também estabelecer uma nova ordem política e social que seja compatível com a nova era. O governo não só deve realizar uma distribuição justa da renda e reduzir as diferenças entre os ricos e pobres, mas também precisa resolver problemas no setores da educação e saúde, para permitir ao povo usufruir dos êxitos do desenvolvimento do país.

A população chinesa deseja um nível de vida mais alto, incluindo participação política, igualdade de oportunidades, justiça social e liberdade de realizar valores pessoais. Isto é um novo desafio no país com 5 mil anos de história”.

Fonte: Rádio Internacional da China

 

..