Comitê da Fifa recomenda punição a Blater e Platini

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 21 de novembro de 2015 as 15:52, por: cdb

Por Redação, com agências internacionais – de Bruxelas e Roma:

O Comitê de Ética da Fifa recomendou neste sábado que o presidente da federação máxima do futebol mundial, Joseph Blatter, e o mandatário da Uefa, Michel Platini, sejam punidos por conta de um pagamento de 2 milhões de francos suíços feito pelo primeiro ao segundo.

Platini foi apontado como receptador de propina distribuída por Blatter
Platini foi apontado como receptador de propina distribuída por Blatter

O colegiado não especificou quais seriam as sanções, mas os dois arriscam pegar uma longa suspensão ou até mesmo um banimento do esporte mais amado do mundo. Atualmente, eles cumprem um gancho preventivo de 90 dias, que termina em janeiro.

Com isso, fica cada vez mais improvável que Platini dispute a eleição para escolher o sucessor de Blatter, marcada para 26 de fevereiro do ano que vem. Ele era tido como o favorito absoluto para vencer o pleito. Para o seu lugar, a Uefa já inscreveu o nome do seu secretário-geral, o ítalo-suíço Gianni Infantino.

Em 2011, Blatter pagou 2 milhões de francos suíços ao ex-jogador francês por trabalhos supostamente realizados entre 1999 e 2002. Devido à demora para que o desembolso fosse efetuado, a operação acabou entrando na mira da Justiça do país alpino e do Comitê de Ética da Fifa, que desconfiam de propina.

Os dois devem comparecer no próximo dia 1º de dezembro ao tribunal arbitral da entidade para apresentarem suas justificativas.

Solidariedade

Todas as partidas da 13ª rodada do Campeonato Italiano, que será disputada neste fim de semana, homenagearão as vítimas dos atentados da última sexta-feira em Paris, que deixaram 130 mortos.

Antes do pontapé inicial de cada jogo, será tocado o hino francês, a famosa “Marselhesa”, e hasteada a bandeira do país europeu. A mesma medida será adotada pela Premier League, a primeira divisão do futebol inglês.

Na última terça-feira, o amistoso entre Itália e Romênia, encerrado em 2 a 2, já havia sido precedido pela “Marselhesa”.