Comissão Européia considera um sucesso a introdução do euro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2002 as 01:43, por: cdb

A Comissão Européia, o órgão executivo da União Européia, disse que está “extremamente satisfeita” com a introdução do euro, a moeda única que começou a circular em 12 países nesta terça-feira. O problema mais grave nesta quarta-feira, o primeiro dia em que a moeda circulou com o comércio funcionando normalmente, foi registrado na Áustria, onde houve uma pane generalizada dos caixas automáticos.

A pane ocorreu às 14h15 GMT (12h15 em Brasília) e, segundo a imprensa local, teria sido causada pela forte demanda de notas e moedas de euro. Um computador central não teria tido capacidade para lidar com o número excessivamente alto de pedidos de saque. Segundo as agência de notícias, os caixas austríacos já voltaram a funcionar normalmente.

Algumas lojas se prepararm com conversores Pedro Solbes, comissário para Assuntos Monetários, disse acreditar que em duas semanas 90% das transações em dinheiro deverão ser realizadas na nova moeda. “Estou muito satisfeito, foi uma recepção calorosa do euro, apesar do frio”, disse ele.

Para várias pessoas, a primeira experiência com a nova moeda foi a compra de passagens de trem ou metrô no retorno para casa, após os feriados de Natal e Ano Novo. Na França, várias bilheterias estavam com caixas de moedas de euro estocadas, para poder dar conta das transações.

Na terça-feira, vários cidadãos europeus enfrentaram filas para estar entre os primeiros a sacar a nova moeda. Solbes disse que 80% dos caixas automáticos dos 12 países que adotaram o euro funcionaram sem problemas.

Os consumidores europeus poderão trocar suas moedas antigas até o final de fevereiro. Mas os comerciantes foram encorajados a dar o troco em euro, o que tem causado muita confusão em lojas e outros estabelecimentos. Várias lojas contrataram reforço de pessoal para os primeiros dias de circulação do euro, mas isso não evitou a formação de longas filas nos caixas.

Em Frankfurt, clientes de bancos tiveram que esperar entre 45 minutos e uma hora na fila para trocar os seus marcos. Nos postos de pedágio da rodovia A9, que liga a França à Espanha, carros fizeram filas de mais de 4 km por causa da lentidão na entrega do troco.