Comissão de Ética Pública arquiva investigação contra Pimentel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de outubro de 2012 as 10:11, por: cdb

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu arquivar procedimentos preliminares de investigação contra o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. Como as apurações foram encerradas, Pimentel fica livre, nesses dois casos, de eventuais sanções do órgão, que vão desde advertência a sugestão de demissão do cargo.

O ministro era investigado de forma preliminar por causa de uma viagem a Roma em avião fretado pelo empresário João Dória Jr., além de atividades de consultoria desempenhadas antes de assumir a pasta.

Segundo o presidente interino da comissão, Américo Lacombe, no caso do uso do avião, os conselheiros entenderam que Pimentel não tinha outra alternativa que não fosse viajar no voo fretado.

Em maio deste ano, quando foi revelado o caso do voo a Roma, a assessoria de Pimentel alegou que ele usou o avião porque, do contrário, seria impossível chegar a Roma a tempo de sua palestra, que tinha o objetivo de expor a empresários o potencial de investimentos no Brasil.

Quando à questão da consultoria, ainda em dezembro do ano passado, quando o caso foi divulgado, Pimentel se defendeu dizendo que os serviços de consultoria foram prestados entre 2009 e 2010, quando ele já havia deixado o mandato de prefeito de BH (2001-2008).

Quanto a este caso, Lacombe afirmou que o ele estava atuando na condição de economista e não ocupava cargo público.