Comércio do Rio fecha semestre com queda de 7,19% no faturamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 14 de julho de 2003 as 18:31, por: cdb

O faturamento real do comércio fluminense continuou a mostrar resultados negativos em junho, ainda que a intensidade da queda tenha sido menor. A maior baixa registrada pelo comércio varejista da Região Metropolitana do Rio de Janeiro foi em março deste ano (-11,88%).

Dados divulgados pelo Instituto Fecomércio indicam queda de 7,07% em relação a junho de 2002. Essa foi a sexta retração consecutiva.

Segundo a Fecomércio, “pode-se dizer que desde agosto do ano passado, quando houve alta de 0,74%, o comércio fluminense não consegue resultados positivos”. No acumulado do ano, a queda já alcança 7,19%, na comparação com igual período do ano passado.

Esse resultado, apesar de ainda negativo, é ligeiramente inferior ao número acumulado até maio (queda de 7,21%). Comparando o acumulado em 12 meses, os dados são negativos. Houve queda de 3,90%, trajetória que vem se mantendo desde dezembro de 2002.

Para a Fecomércio, “esses resultados são um reflexo tanto da política monetária restritiva implementada pelo governo desde outubro de 2002, quanto da elevação dos índices de inflação, que aumentaram os custos de financiamento e reduziram o poder de compra dos consumidores”.