Com investimentos de mais de R$ 1,5 milhão da Prefeitura UPA abre para o público, nesta quarta (31)

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 4 de abril de 2012 as 10:08, por: cdb

Publicada em 02/04/2012 – Atualizado em 04/04/2012 13h04m

Com investimentos de mais de R$ 1,5 milhão da Prefeitura UPA abre para o público, nesta quarta (31) |

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA), uma grande conquista da cidade na área da saúde, abre ao público nesta quarta-feira (4), conforme determina o convênio firmado entre a Prefeitura Municipal e a Associação Franciscana de Assistência à Saúde (Sefas), O ato solene acontecerá às 14h, na sede da UPA, localizada ao lado da Casa de Saúde. A solenidade contará com a presença do prefeito Cezar Schirmer e do vice-prefeito e secretário de Saúde do município,
José Haidar Farret, da diretora da Sefas, Ubaldina Souza e Silva e do secretário de Estado da Saúde, Ciro Simoni.

No dia 21 de março a UPA, localizada no Bairro Perpétuo Socorro, iniciou o atendimento à população de forma parcial, com pacientes triados e encaminhados do PA Flávio Schneider (Patronato) e PA Ruben Noal (Tancredo Neves). Já a partir desta quarta-feira, o maior Pronto Socorro da cidade inicia o atendimento direto ao público. A meta estabelecida pela Prefeitura e Sefas é de atendimento de 500 a 600 pacientes por dia. “Este é um momento muito aguardado. Uma conquista da cidade que está sendo implantada na nossa gestão”, comemora o Prefeito Cezar Schirmer.

Convênio com a Sefas delega gestão da UPA à entidade Franciscana

No dia 14 de fevereiro, a Prefeitura e a Sefas assinaram convênio em que o município repassou à entidade franciscana a gestão da Unidade UPA. A partir desse convênio, a Sefas será responsável pelo gerenciamento e execução dos serviços de urgência e emergência da unidade pelo período de 12 meses, com o prazo podendo ser prorrogado pelo período de 60 meses.

A Sefas receberá, por mês, R$ 499.973,60 (R$ 5.999.683,20 anuais) para garantir a gestão e o atendimento à pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os recursos são provenientes do Governo Federal, Governo Estadual e Prefeitura de Santa Maria. A unidade irá funcionar 24 horas por dia, o que irá dobrar a média de consultas diárias em Santa Maria.

Um investimento do Município, Estado e União

A estrutura física da UPA foi erguida com recursos do Governo Federal, através do Ministério da Saúde, com investimento de cerca de R$ 3,8 milhões, em terreno doado pela Prefeitura de Santa Maria. Os acessos, instalações elétricas e adequações necessárias para a edificação também foram executados com recursos próprios do município. A Administração Municipal ainda arcou com todos os custos para a aquisição de equipamentos e materiais permanentes, recursos de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

Estrutura e atendimento

A UPA irá ocupar uma área total de 1,4 mil metros quadrados, com estrutura para atender a população com salas de consultórios para diagnósticos, tratamento terapêutico, observação, atendimento de urgências e emergências. O funcionamento será de segunda-feira a domingo, inclusive feriados. A UPA também contará com serviços laboratoriais, raios-X e pequenas cirurgias.

Schirmer lembra que a UPA desafogará os outros pronto-atendimentos (PAs) da cidade (Patronato e Tancredo Neves) e o Pronto Socorro (PS) do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM). “Com as demais obras de reforma, ampliação e construção de novas unidades de saúde que estamos promovendo, a cidade voltará a ser o que era há cerca de 30 anos: uma referência regional na área da saúde”, concluiu o prefeito.

Saiba mais

Verba-Custeio: Repasse de R$ 5.999,683,20 anuais para a Sefas, instituição licitada e conveniada para a gestão e administração da UPA, na seguinte proporção mensal:
-Ministério da Saúde – R$ 300 mil
-Município- R$ 150 mil
-Estado – R$ 150 mil após aprovação da Comissão Intergestores Bipartite
Os valores pactuados deverão ser repassados ao município mensalmente, para que este efetue o pagamento à Sefas
Custeio – É o valor que paga os salários de todos os profissionais, com todos os encargos trabalhistas. Também adquire insumos necessários, materiais e medicamentos para o atendimento dos pacientes
 

Texto: Jorn. Vera Jacques/ Fabrício Minussi