Com expansão no Brasil, Santander tem lucro recorde

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de janeiro de 2008 as 18:43, por: cdb

O banco espanhol Santander teve um lucro recorde de 8 bilhões de euros – cerca de R$ 21 bilhões – em 2007. O maior crescimento percentual da instituição foi no Brasil, onde os lucros subiram 26%, para US$ 1,3 bi (cerca de R$ 2,3 bilhões).

Em uma carta aos funcionários o presidente do Santander, Emilio Botín, definiu 2007 como “ano histórico’ e disse que a compra do holandês ABN Amro (incluindo o Banco Real) foi “a maior operação corporativa da história financeira internacional”.

O acordo permitiu ao Santander tornar-se o oitavo maior banco do mundo e primeiro da América Latina com 5 mil agências, mais de 100 mil funcionários e um volume de negócios que supera os US$ 300 bilhões.

Terceiro

Botín citou o Brasil afirmando que está “muito contente com o investimento no país, que é a metade da América do Sul” e que a aquisição do Banco Real permitiu ao Santander ser “o terceiro maior banco (privado) no Brasil”.

Só em contas de poupança o crescimento da filial brasileira chegou aos 33%. O segundo melhor balanço é o chileno com aumento de 15%.

O presidente da instituição espanhola explicou também na carta que o Santander será o primeiro banco estrangeiro capaz de competir com os três grandes bancos nacionais: Banco do Brasil, Bradesco e Itaú.

Segundo seus cálculos, em dois anos o lucro no país alcançará US$ 3,78 billhões.