Coluna Esplanada – O plano de Campos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de dezembro de 2012 as 07:35, por: cdb

O plano de Campos

Em meio a especulações sobre o futuro político do governador de Pernambuco, líderes e expoentes do PSB consultados pela coluna revelam a estratégia de Eduardo Campos: se ao final do ano que vem a economia estiver balançando, ele se lança candidato a presidente em 2014. Do contrário, se alia a Dilma Rousseff – com PSB na coalizão ou propondo ser o vice dela. Fato é que na atual conjuntura político-econômica, Campos se anunciaria ao Planalto. Socialistas criticam o fraco PIB, a indústria travada apesar dos pacotes de isenções e o baixo investimento da União.

Eduardo Campos
Governador de Pernambuco, Eduardo Campos

Desembarque…

Independentemente do seu futuro, Campos vai se descolar do PT. ‘Ele vai desembarcar gradativamente’, avalia um deputado socialista.

… e check-out

O plano começou com o chega-pra-lá nos petistas na campanha municipal deste ano. O desembarque final será a entrega do Ministério da Integração.

Azucrina geral

Sinais do desprendimento: Campos deu aval para Júlio Delgado (PSB-MG) à Presidência da Câmara, e incitou o governador Cid Gomes (CE) a liderar colegas na briga dos Royalties.

MEC x Faculdades

O Ministério da Educação quer barrar o crescimento desenfreado de faculdades – muitas sem qualidade – que surgiram com aval da própria pasta. Enviou para a Câmara um projeto de lei que cria o INSAES – Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação da Educação Superior. Será uma autarquia, mas a chiadeira do setor começou por suspeita do alto poder de intervenção.

Relatório disciplinar

Foi quente o debate na Comissão de Educação com presença de 300 diretores de faculdades. Dizem que o setor não é contra a criação, mas contra intervenção. O deputado Izalci (PSDB-DF) alerta que autarquia não tem poder de punição, e pede cautela: “Abrimos o debate para ouvir todos os lados”.

Epa, epa

O PT comprou a ideia do ministro Mercadante e convocou para relator do projeto Waldenor Pereira (PT-BA). O INSAES será uma autarquia ligada ao MEC, e sua criação implicará mais 550 cargos de confiança – além do presidente, um conselho de seis diretores.

Exemplo verde

Brasileiros no Japão que acompanham o Corinthians repararam: o país dá exemplo em todos os setores com energia limpa e projetos sustentáveis. É candidato forte às Olimpíadas de 2020.

Mapa Astral

Tudo o que o ministro não queria: ser voto de minerva no STF na cassação dos mensaleiros. Celso de Mello pensa em se aposentar antecipadamente, em Março. Ou votará em cima, ou vai pular fora.

Cacique na final!

Nevar, não neva, nem terremoto ou tsunami, garante a médium Adelaide Scritoti, que incorpora o espírito do Cacique Cobra Coral. Consultora da FIFA para assuntos, digamos, paranormais, ela foi convocada para o Japão para trabalhar o tempo. No campo, a bola está com o Corinthians.

Ficha completa

Veja o poder da internet, e como nestes tempos modernos descobre-se fácil quem é quem. Assim que a CNN divulgou o nome de Ryan Lanza como suposto matador das crianças em Connecticut, uma foto de seu perfil no Facebook foi compartilhada por 6 mil pessoas em meia hora.

Roayltie$

Será difícil a decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo, sobre o mandado de segurança impetrado pela bancada do Rio para derrubar a sessão do Congresso que analisa o veto. Fux foi apadrinhado no STF por todos eles, e pelo governador Sérgio Cabral. Está na mira do restante do país.

Coincidência, e só

Antes que apontem José Sarney, presidente interino, como padrinho do novo secretário-executivo do GSI, General Roberto Peternelli: a posse do oficial já estava marcada, calhou de ser ontem. Ele serviu a Sarney na década de 80 como capitão e major. Sarney diz ser ‘surpresa do destino’.

Mundo cruel

Dez pessoas foram chicoteadas em praça de Ache, na Indonésia, sob a Lei Islâmica, por adultério e por apostas em Jogo, noticiou o Boletim de Notícias Lotéricas. Se a moda pega aqui… 

Longe do Plano

Enquanto a Companhia de Energia de Brasília mete a tomada no consumidor com taxa de iluminação pública, faltou luz ontem pela manhã no Riacho Fundo, pobre cidade satélite.

Ponto final

O apagão em Porto Alegre passou, mas o governador Tarso Genro continua no escuro.

Com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos 

Leia agora, diariamente, na Edição Digital do Correio do Brasil, esta e outras notícias do colunista Leandro Mazzini, na Coluna Esplanada.

www.colunaesplanada.com.br
contato@colunaesplanada.com.br
Twitter – @colunaesplanada
Caixa Postal 1980 – CEP 70257-030 – Brasília DF.

Proibida a reprodução sem autorização por escrito do autor.