Coluna do Sérgio Nogueira Lopes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de janeiro de 2005 as 13:16, por: cdb

Pelos Ares
As notícias da semana dão conta da decadência em que se encontra a administração do Estado Brasileiro a partir das mais altas autoridades. Tudo indica que o retrocesso de costumes e a concepção de sociedade revelada pela maioria dos homens públicos, em breve nos conduzirá a monarquia. Dois maus exemplos vieram diretamente da presidência: a compra de um avião por 56 milhões de dólares e transformação do Palácio da Alvorada em alegre colônia de férias. A conta de tudo isso vai para o povo brasileiro incluindo os 50 milhões de miseráveis. E ainda querem que se acredite que a arma do povo é o voto. Mas isso já não está convencendo tanto. Já tem gente chutando urna!
 
Prozac
 A  publicação inglesa “British Medical Journal (BMJ)” enviou  comunicado às agências de regulamentação dos Estados Unidos insinuando   vínculo entre o antidepressivo Prozac e os comportamentos suicidas. O medicamento é fabricado pelo laboratório Eli Lilly, com sede em  Indianápolis, nos Estados Unidos. Documentos com exames e memorandos demonstram que funcionários do laboratório sabiam desde os anos 80 que   o medicamento, tem “efeitos colaterais   problemáticos”. No Brasil o Prozac já se tornou um medicamento popular.
 
 
Profundidade
A Petrobras já está perfurando poços no litoral a uma profundidade superior a 3,5 mil metros. Desta vez, descobriu reservatórios de petróleo leve, que tem maior valor comercial, na área   do campo de Golfinho, bacia do Espírito Santo. Esse petróleo leve de grande importância para o País, porque o óleo pesado da bacia   de Campos só é refinado com mistura.