Clima de medo aumenta após alerta britânico

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de setembro de 2001 as 15:50, por: cdb

Importantes prédios e atrações turísticas no mundo inteiro podem ser alvo, nos próximos dias, de ataques planejados pelo saudita Osama bin Laden. A afirmação foi feita nesta sexta-feira por ministros britânicos.

Bin Laden, que chefia a rede terrorista al-Qaeda, é apontado pelos Estados Unidos como o principal suspeito pela ação coordenada que pulverizou o World Trade Center e destruiu parcialmente o Pentágono, no dia 11 deste mês.

O ministro britânico para a Europa, Peter Hain, disse ter conhecimento de que bin Laden está preparando “ataques terroristas de grande impacto”, que aconteceriam nos próximos dias ou semanas.

– Temos que rastreá-lo. Temos que pará-lo. A Inglaterra pode ser umd os alvos de bin Laden -, declarou Hain.

O ministro do Exterior britânico, Jack Straw, reforçou os comentários de Hain. Straw acaba de chegar de uma viagem ao Oriente Médio, onde tentou reunir apoio diplomático para uma coalizão internacional contra o terrorismo.

“Temos que trabalhar em cima do fato de que a organização (de bin Laden) está no mundo todo… e que existe o risco contínuo de novos ataques”, afirmou Straw.

“Não sabemos exatamente onde. Mas nenhum de nós gostaria de aumentar a ansiedade entre a população, mas também seríamos irresponsáveis se não alertássemos sobre os riscos”, concluiu.

Straw reiterou os apelos para que haja uma repressão internacional ao terrorismo.

“Não se pode negociar com estas pessoas. No melhor paralelo histórico, diria que seriam o mesmo que a elite do regime nazista. Não era possível negociar com Hitler, embora algumas pessoas, ingenuamente, pensassem que sim”, acrescentou.