Ciro procura o PL de olho no tempo da propaganda eleitoral gratuita

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de agosto de 2001 as 22:00, por: cdb

O pré-candidato à presidência da República pelo PPS, Ciro Gomes, reuniu-se com os dirigentes do PL para pedir o apoio do partido nas eleições de 2002. O ex-ministro da Fazenda é o quarto candidato de oposição à sucessão de Fernando Henrique Cardoso a ser ouvido por integrantes do PL. No encontro, Ciro Gomes defendeu a união de todos os partidos de oposição para a eleger o futuro presidente da República. “A oposição brasileira tem que ganhar as eleições no ano que vem para mudar o modelo econômico”, afirmou o ex-ministro do governo Itamar Franco. “O Brasil precisa mudar, e se não for comigo será com outro”, disse.

Ciro Gomes preferiu, no entanto, não indicar o nome do candidato que encabeçaria uma chapa única de oposição para suceder Fernando Henrique. “Não falo em nomes e, sim, apenas que a oposição precisa se unir”, argumentou. O líder do PL na Câmara, deputado Valdemar Costa Neto (PL-SP), é da mesma opinião. “A oposição tem que se unir para ganhar a eleição”, sustentou. Segundo ele, Ciro Gomes aproveitou a visita ao partido para pedir apoio a sua candidatura à presidência da República.

O PL está dividido e ainda não definiu qual candidato de oposição pretende apoiar nas eleições presidenciais de 2002. Com quase dois minutos de tempo no horário eleitoral gratuito, o partido vem sendo assediado pelos candidatos oposicionistas e já conversou com os governadores Antony Garotinho (do Rio), do PSB, Itamar Franco (de Minas Gerais), hoje no PMDB, e o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva.