Ciro entra com notícia-crime contra Serra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de agosto de 2002 as 15:16, por: cdb

“O uso das imagens do Ciro pelo programa do PSDB-PMDB tiveram o intuito de ofendê-lo e difamá-lo e isso é um crime eleitoral”, afirma o advogado da Frente Trabalhista, Hélio Parente Filho.

Segundo ele, essa notícia-crime deverá ser encaminhada pelo TSE ao procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, e esse, por sua vez, deverá instaurar um inquérito investigativo contra Serra. “Se for instaurado o processo até janeiro de 2003, deverá ser apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF), já que Serra é senador.

Caso Serra não seja eleito presidente, o processo transcorrerá na Justiça comum, a partir de janeiro”, diz o advogado, informando ainda que a pena, caso o tucano seja condenado, é de seis meses a um ano de reclusão.

Direito de resposta
Parente Filho relata ainda que o TSE intimou a coligação Grande Aliança (PSDB-PMDB), de Serra, a apresentar defesa sobre o pedido de direito de resposta feito por Ciro Gomes por causa das imagens levadas ao ar no programa do tucano em que Ciro aparece chamando um ouvinte de uma rádio baiana de burro.

De acordo com o advogado, a Grande Aliança tem um prazo de 24 horas para apresentar sua defesa. O parecer do TSE sairá até o próximo sábado. Caso Ciro saia vitorioso, Parente Filho adianta que o candidato exercerá o direito de resposta no programa de Serra no sábado à noite.