Cidadania deve ser paga

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de março de 2012 as 12:15, por: cdb

Ainda que escandaloso, não chega a ser surpresa, vindo do campo que vem. A Rede Brasil Atual informa que durante uma reunião com de 25 moradores da favela do Coruja na subprefeitura da Vila Maria e da Vila Guilherme, na Zona Norte da capital paulista, a diretora da Habinorte, uma das regionais da secretaria de Habitação da prefeitura paulistana, Maria Cecília Sampaio, afirmou: “para ser cidadão em São Paulo é preciso pagar”.

“Pra morar nesta cidade, pra ser cidadão em São Paulo, que é a terceira maior cidade do mundo, tem que trabalhar, tem que ter um custo e tem que ter condição de pagar. É o preço que se paga pra morar numa cidade como essa”, declarou, para, em seguida, acrescentar: “Neste terreno a gente pretende começar um processo de desapropriação.”

Em sua fala, Maria Cecília ainda “aconselha” aos que são “pobres” a procurar cidades menores “para poder aguentar”. O encontro foi testemunhado, ainda, pelo chefe do gabinete da subprefeitura Josué Filemom.

Esse tipo de afirmação resume bem a política social do século XXI da dupla Serra-Kassab. Coincide com a filosofia tucana expressa recentemente no Pinheirinho e na Cracolândia…