CIA diz que ONU não poderia evitar armas no Irã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de novembro de 2003 as 11:19, por: cdb

A Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos advertiu que os inspetores internacionais da ONU não poderiam evitar que o governo do Irã prossiga com seu programa de armas nucleares porque Teerã pode estar usando a produção legítima de combustível para encobrir seu programa de armamentos.

A avaliação, incluída em um relatório encaminhado ao Congresso neste fim de semana, foi feita após o governo iraniano ter oferecido garantias formais à Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) de que não aceitará inspeções surpresas das Nações Unidas em suas instalações nucleares e suspender seu programa de urânio enriquecido.

As duas promessas foram solicitadas pela Aiea visando a reunião de 20 de novembro para avaliar o cumprimento do Tratado de Não-Proliferação nuclear pelo Irã. Mas a CIA disse que uma instalação nuclear secreta em Natanz, revelada por membros da oposição iraniana em agosto de 2002, poderia ser causa de preocupação.

A agência americana diz em seu documento que, apesar do Irã afirmar “que sua unidade de enriquecimento produz combustível para os projetos de construção assistida pela Rússia em Busherhr e outro possível futuro reator, mantemos nossa preocupação de que o Irã está desenvolvendo tecnologia de enriquecimento para material de fusão para armas nucleares sob a cobertura de legítimas atividades do ciclo de combustível”.