Chuvas fortes já causaram oito mortes no México

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 16 de setembro de 2003 as 21:17, por: cdb

O número de mortos devido às fortes chuvas registradas nas últimas horas no estado de Oaxaca (México) já chega a oito, depois da confirmação do falecimento de um bebê. O diretor da unidade regional de Defesa Civil de Huatulco, Alberto Bonilla, anunciou que, no povoado de Cienega, uma menina de 20 meses perdeu a vida ao ser arrastada pela correnteza de um rio.

Por sua vez, o diretor da Unidade Estadual de Defesa Civil, Héctor González Hernández, disse que, no município de Santiago Jocotepec, cerca de 600 casas e algumas escolas foram inundadas, o que obrigou várias famílias a passarem a noite em abrigos ou com seus parentes.

Os habitantes da região estão incomunicáveis devido a diversos deslizes nas estradas. Por essa razão, foi solicitado às autoridades o envio de máquinas e tratores para o restabelecimento do tráfego.

González Hernández informou que, na comunidade de Río Manzo, 20 casas foram atingidas e cerca de 80 pessoas tiveram que se hospedar num abrigo. As localidades de San Jacobo, Río Chiquito e San Miguel Lachixola, no distrito de Choapan, a nordeste da cidade de Oaxaca, também se encontram incomunicáveis devido a vários deslizes de terra que obstruíram as estradas.

O prefeito de Ayotzintepec, Abel Bautista Angulo, registrou na região danos na agricultura e no gado, assim como a interrupção do serviço telefônico e de energia elétrica. Até segunda-feira, havia sido comunicado que nos últimos dias tinham sido registrados sete mortes, um desaparecimento e milhares de desocupações no centro do país por causa das intensas chuvas.