Choque de aviões mata mais de 100 na Itália

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 8 de outubro de 2001 as 12:41, por: cdb

O acidente ocorreu por volta das 8h15m, horário local, no aeroporto de Linate, em Milão.

A aeronave da SAS, que ia para Copenhagen, atingiu um avião menor na pista de decolagem, perdeu o controle e bateu em um prédio do aeroporto.

A aeronave menor, um Cessna, levava quatro pessoas. Estas quatro pessoas e mais funcionários do aeroporto também podem estar mortos.

Sem sobreviventes

Segundo um porta-voz do Ministério do Interior da Itália, o acidente foi causado por erro humano e mau tempo. Não há sinais de um possível envolvimento de terroristas no acidente.

“Não temos informações de sobreviventes nos hospitais”, disse um porta-voz da SAS, Michael Notrica, à BBC.

“No entanto, não podemos confirmar nenhuma morte, e a situação no aeroporto está muito complicada”, acrescentou.

Equipes de resgate no aeroporto de Linate
As autoridades italianas afirmam que o Cessna, pilotado por dois alemães e com passageiros italianos, está pronto para decolar. Mas tudo indica que tomou o caminho errado dentro do aeroporto.

“O avião menor não estava onde deveria estar e foi atingido”, afirmou o porta-voz do Ministério do Interior italiano, Roberto Arditi.

O avião da SAS, um MD-87, deveria decolar por volta das 7h35, horário local.

Situação confusa

Os funcionários do aeroporto descreveram a situação no local como confusa e afirmaram que o número de mortos pode aumentar.

“É uma tragédia terrível e ocorre em tempos difíceis dentro do cenário internacional”, disse o presidente da província, Roberto Formigoni.

A companhia SEA, que administra o aeroporto de Linate, afirmou à agência de notícias francesa AFP que, normalmente, entre 20 e 25 pessoas trabalham no hangar atingido.

Segundo informações, pelo menos dois funcionários do aeroporto foram levados para hospitais com ferimentos graves.

O aeroporto de Linate, que fica a 7 km do centro da cidade, é o segundo maior de Milão; a maioria dos vôos está sendo redirecionada para o aeroporto de Malpensa.

“A SAS está fazendo tudo o que é possível para ajudar os passageiros e as autoridades italianas neste momento”, disse a empresa em uma declaração.