Chirac mostra foto do filho de Blair e provoca temor

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de novembro de 2003 as 10:52, por: cdb

A espontaneidade do presidente francês, Jacques Chirac, ao mostrar publicamente uma foto do pequeno Leo Blair, filho do primeiro-ministro britânico, Tony Blair, criou um pequeno incidente de segurança em Downing Street.

Vários jornais britânicos publicam com destaque nesta terça-feira, imagens de Chirac mostrando sorridente junto a Tony Blair a foto do menino, com a dedicatória: “A Jacques, de Leo”.

O pequeno filho dos Blair, que foi o primeiro bebê nascido em Downing Street em mais de um século e agora tem três anos, foi cuidadosamente afastado dos focos dos fotógrafos para respeitar sua intimidade e também por temor a que possa converter-se em objetivo de um ataque.

Segundo destaca  o diário “The Guardian”, o escritório de Blair fez diversas ligações telefônicas nesta segunda-feira para pedir aos diretores dos jornais que não utilizassem a foto de Leo -um presente particular dos Blair a Chirac durante a cúpula anglo-francesa da segunda-feira- ou o fizesem de forma discreta.

O pedido não teve muito sucesso e a foto é publicada hoje na primeira página do próprio “Guardian”, “The Times” e “The Daily Telegraph”, enquanto os tablóides se dedicam a elogiar a façanha da equipe inglesa de rugby, campeã do mundo.

Na fotografia dedicada a Chirac é possível ver Leo, um menino loiro sorridente, que brinca com um capacete de futebol americano ou de beisebol.

Segundo os diários britânicos, Chirac, o primeiro chefe de Estado a conhecer Leo Blair, ficou encantado com o menino em uma visita anterior.

O próprio Leo Blair já fora citado numa rixa diplomática entre o primeiro-ministro britânico e o presidente francês em dias prévios à invasão do Iraque.

Então, Chirac perguntou a Blair como poderia olhar nos olhos de Leo sendo responsável por iniciar uma guerra, o que provocou uma irada reação do primeiro-ministro britânico por entrar em terreno pessoal.

Ao ser perguntado nesta segunda-feira por esse incidente, o presidente francês foi mais diplomático ainda.

– Não posso prever o que o primeiro-ministro dirá a seu filho quando quiser contar-lhe essas coisas, mas essas situações não são fáceis- afirmou Jacques Chirac.