China manterá crescimento saudável, adverte presidente

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de agosto de 2016 as 11:31, por: cdb

O mercado acionário da China não teve tempo para repercutir o discurso de Jinping e apresentou perdas nesta quarta-feira, puxado para baixo pelas ações financeiras

 

Por Redação, com Xinhua – de Pequim

 

A China vai manter um crescimento econômico saudável e a reforma do lado da oferta será prioridade para o desenvolvimento econômico, disse o presidente o país, Xi Jinping, segundo a agência chinesa de notícias Xinhua.

O presidente chinês, Xi Jinping
O presidente da China, Xi Jinping, afirma que seu país seguirá adiante, com cautela

O mercado acionário chinês não teve tempo para repercutir o discurso de Jinping e apresentou perdas nesta quarta-feira, puxado para baixo pelas ações financeiras, conforme diminuíam as expectativas de um afrouxamento monetário agressivo, e pelas ações do setor imobiliário.

Ações na China

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve queda de 0,36%. O índice de Xangai perdeu 0,13% na sessão. O Banco Central da China injetou dinheiro no mercado primário de dinheiro por meio de operações compromissadas de 14 dias pela primeira vez desde fevereiro e os operadores disseram que a perspectiva de mais injeções de liquidez diminuíam as expectativas de um afrouxamento monetário mais agressivo.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, perdia 0,43% nesta quarta-feira, às 8:21, com dados fortes do mercado imobiliário dos Estados Unidos aumentando as chances de um aumento da taxa de juros nos próximos meses, o que levou alguns investidores a realizarem lucros, enquanto os preços do petróleo caíram após um salto surpresa nos estoques dos EUA.

O índice MSCI ganhou mais de 14% desde o final de junho e chegou à máxima de um 1 ano na semana passada, ajudado pelo aumento do interesse nos mercados emergentes após o choque da decisão britânica de sair da União Europeia.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,61%, a 16.597 pontos.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,77%, a 22.820 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,13%, a 3.085 pontos.
. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,36%, a 3.329 pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,30%, a 2.043 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,15%, a 9.017 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,67%, a 2.869 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,14%, a 5.561 pontos.