China diz que ex-chefe do Partido Comunista não morreu

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de maio de 2003 as 04:41, por: cdb

Um porta-voz do Governo chinês, negou nesta segunda-feira as informações da imprensa japonesa de que o ex-chefe do Partido Comunista chinês, Zhao Ziyang, tenha morrido.

– Não é verdade – disse o porta-voz quando foi interrogado sobre as informações de 29 de abril, mas se recusou a fazer mais comentários.

Zhao, de 83 anos, promoveu ousadas reformas econômicas no estilo capitalista e foi o homem mais poderoso do país, depois de Deng Xiaoping, até que o expulsaram do partido em 1989 por se opor à repressão militar contra as manifestações estudantis a favor da democracia na praça da Paz Celestial. Desde então, Zhao ficou em prisão domiciliar.

Apesar de Zhao não ter influência na política mundial ainda deixa o Partido Comunista um pouco inquietos. Os comunistas temem que o ícone das reformas e da democracia possa fazer ressurgir as manifestações entre reformistas e pessoas insatisfeitas com o aumento do desemprego e a crescente distância entre ricos e pobres.