Chico Buarque recebe apoio após ataque de ‘coxinhas’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de dezembro de 2015 as 20:51, por: cdb

Ao se defender, Chico Buarque acusou os ‘coxinhas’ de ter posição ideológica influenciada pelos veículos de comunicação, que, segundo o próprio, são “anti-PT”

Por Redação, com Conexão Jornalismo – do Rio de Janeiro

Um vídeo viralizou na internet, com apoio irrestrito ao escritor e compositor Chico Buarque, atacado por três ‘coxinhas’ (integrantes da ultradireita fascista) quando saia de um restaurante no bairro do Leblon, na Zona Sul da Cidade. Chico Buarque bate-boca com estranhos que cobraram dele a defesa ao PT. Em um determinado momento, um dos interlocutores se exalta e diz que o “PT é bandido”. Chico Buarque devolve na mesma moeda: “acho que o PSDB é bandido!”.

Chico Buarque é abordado por 'coxinhas' no Leblon
Chico Buarque é abordado por ‘coxinhas’ no Leblon

Chico Buarque foi cercado por um grupo de jovens entre 20 e 30 anos, ao sair de um jantar na rua Dias Ferreira com o diretor Cacá Diegues.

— Petista, vá morar em Paris. O PT é bandido — disseram os ‘coxinhas’.

Um deles xingou o mais prestigiado artista vivo do país.

O ‘coxinha’ que atacou Chico Buarque defendia, claramente, o PSDB

Ao se defender, Chico Buarque acusou o grupo de ter posição ideológica influenciada pelos veículos de comunicação, que, segundo o próprio, são “anti-PT”.

— Eu acho que o PSDB é bandido — devolveu.

Entre os ‘coxinhas’ soltos na noite do Leblon estavam o filho do empresário paulista Alvaro Garnero e o rapper Tulio Dek, ex-namorado da atriz Cleo Pires.

A discussão ocorreu na porta do restaurante Sushi Leblon, um dos mais badalados do bairro, e chamou a atenção das pessoas que passavam pela rua. A última frase audível do vídeo pertence a um dos jovens que o abordaram. Que repete a história que circula nas redes sociais de que Chico Buarque moraria em Paris. O artista caminha, diariamente, na orla do Leblon.

Assista ao vídeo:

Comments are closed.