Cheque especial tem juros de 173,1% ao ano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de março de 2003 as 22:07, por: cdb

Acompanhando a elevação da Selic, a taxa média dos juros do cheque especial atingiu, em fevereiro, seu nível mais alto desde maio de 1999, chegando a 173,1 por cento ao ano. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo chefe do Departamento Econômico do Banco Central (Depec), Altamir Lopes, que apresentou um relatório mensal sobre os juros da economia brasileira.

Em fevereiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC elevou a taxa básica de juros, a Selic, em um ponto percentual, de 25,5 por cento para 26,5 por cento, causando impacto em todos os setores de financiamento.

Os juros do cheque especial acabaram subindo 1,6 ponto em fevereiro, 12,2 pontos no trimestre, 9,2 pontos no ano e 12,7 pontos em 12 meses.

Já os juros médios para o crédito pessoal ficaram em 98,9 por cento ao ano, em fevereiro, com elevação de 3,6 pontos percentuais; no mês, a alta foi de 5,6 pontos; no trimestre, de 7,1 pontos; e em 12 meses, de 15,2 pontos.

Altamir Lopes considerou que os juros do cheque especial chegaram perto “do limite”, mas explicou que a manutenção da Selic em 26,5 por cento, na reunião da semana passada do Copom, ajudará a estabilizar as taxas praticadas pelos bancos nas operações de crédito.

Segundo o relatório do BC, a pessoa física pagou uma taxa média de juros de 85 por cento ao ano, em fevereiro. Lopes observou que essa taxa é a mais elevada desde fevereiro de 2000.

Para as empresas, os juros médios atingiram 37,4 por cento ao ano, em fevereiro – a maior alta desde junho de 2000. No mês, o crescimento foi de 2,6 pontos percentuais; no trimestre, de 8,4 pontos; no ano, de 6,5 pontos; e em 12 meses, de 5,7 pontos percentuais.

A taxa média geral de spread – o custo entre a captação e o repasse dos recursos – ficou em 31,8 por cento ao ano, em fevereiro, com crescimento de 0,1 ponto percentual no mês, queda de 0,1 ponto no trimestre e elevações de 0,7 ponto no ano e 1,9 ponto em 12 meses.