#ChegadeMigalhas – Estudantes de Comunicação Social da UFS ocupam reitoria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 13:10, por: cdb

Por marcolinojoe 31/05/2011 às 15:50

Cerca de 100 estudantes do curso de Comunicação Social ocuparam na tarde ontem o gabinete da reitoria da Universidade Federal de Sergipe. A decisão foi tomada em assembléia minutos antes e denota uma última esperança de melhorias para o curso que sofre com uma péssima estrutura e falta de equipamentos

O que fazer quando todas as tentativas de diálogo se esgotam? Como proceder ao ver seu curso aos frangalhos e, na maioria das vezes, escutar de professores e administradores que o problema é a burocracia? Os e as estudantes de comunicação social da Universidade Federal de Sergipe decidiram ir à luta.

Entenda o caso

Em 2009 o processo de mobilização começou com várias reuniões, atos públicos, idas e vindas foi criado um imenso dossiê com um levantamento detalhado de todos os problemas do Curso de Comunicação Social (que agrega Audiovisual, Jornalismo e Publicidade e Propaganda).
Esse dossiê seria encaminhado à Reitori, com apoio do Departamento de Comunicação (DCOS) para que o reitor fosse sensibilizado e, quem sabe, apressasse as obras do novo prédio e liberasse recursos para compra de equipamentos. Nada…
No ano seguinte o processo recomeça principalmente em torno da certificação do curso de audiovisual- que ainda não formou nenhuma turma. Os/as estudantes tentaram novamente uma parceria com os professores a fim de dar cabo às problemáticas do curso, porém perceberam que o campo de luta que os mestres escolheram era o burocrático.
Finalmente, os/as estudantes resolveram tomar o curso pelas mãos e agir de forma mais incisiva, mais de acordo com sua juventude.

Da reunião ampliada à ocupação da reitoria

No dia 18 de maio de 2011 o Diretório de Comunicação convocou uma reunião ampliada com professores e estudantes. A sensação era de deja vú porque os argumentos utilizados eram literalmente os mesmos por parte dos professores. Questões importantíssimas como o novo prédio (o atual não tem nem banheiro) e o acesso à Rádio UFS foram superficializadas tendo como baliza de debate a malvada burocracia.
No dia 30 de maio fora convocada uma Assembléia Geral dos Estudantes. Uma carta foi construída para ser divulgada na imprensa e algumas atividades foram propostas. Durante a reunião dos alunos chegou um informe de que os professores estavam se reunindo naquele momento e decidindo sobre a compra de materiais para o curso. Detalhe: sem convidar os estudantes.
Essa foi a gota d’água. Munidos de cartazes, caixa de som e muita garra os/as estudantes subiram as escadas que levam até o gabinete do reitor Josué Modesto e solicitaram uma audiência. O reitor estava no interior do estado. Solução: esperar ele chegar, nem que seja necessário dormir na reitoria.

O dia de hoje

A partir das seis horas da manhã o gabinete da reitoria lembrava mais um terminal de ônibus. Um vai e vem de repórteres e estudantes denunciavam que ali estava acontecendo alguma balbúrdia. Que nada. Organizados e conscientes os/as estundantes se organizaram em comissões e tomaram conta do patrimônio. Todos os itens foram catalogados e a sala será entregue exatamente como encontraram assim que o reitor se comprometer a se reunir com os estudantes e o departamento tendo o Ministério Público Federal como mediador.

A ocupação continua…

Só a luta muda a vida!

acompanhe em tempo real a ocupação
@Comunicaufs

veja relatos diários
repartircomtodos.blogspot.com

apóie a causa
OCUPAÇÃO DA REITORIA DA UFS  http://migre.me/4GHAm

Email:: cafecomguarana@gmail.com
URL:: repartircomtodos.blogspot.com