Chega a 64 o número de municípios em situação de emergência em SC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de setembro de 2009 as 10:31, por: cdb

No último relatório divulgado pela Defesa Civil de Santa Catarina foram registradas ocorrências de alagamentos e enchentes em 64 municípios catarinenses atingidos pelo vendaval e as fortes chuvas dos últimos dias.

O governador Luiz Henrique decidiu na última quarta-feira decretar de situação de emergência nessas cidades em função dos estragos causados pelo desastre que atingiu dezenas de municípios do estado no início desta semana.

O governador encaminhará nesta quinta-feira o decreto à Brasília acompanhado de um relatório com a avaliação dos danos provocados pelas chuvas.

De acordo com a assessoria do governador, o contato com o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, para solicitar a liberação imediata de recursos federais para o socorro e assistência às vítimas deve ser feito até o final do dia.

Segundo o relatório, o município de Guaraciaba decretou estado de calamidade pública.

A Defesa Civil mantém atendimento prioritário na região onde um tornado provocou a morte de quatro pessoas e ferimentos em mais de uma centena de moradores.

O secretário de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste, João Carlos Grando, acompanha as equipes da Defesa Civil no atendimento às vítimas como compra de telhas e lonas para cobrir as casas.

A Defesa Civil Nacional encaminhou 10 mil cestas básicas para os atingidos, que estão armazenadas no município de Herval do Oeste e serão distribuídas entre os desabrigados.

Segundo o major Márcio Luiz Alves, a necessidade imediata do estado é de pelo menos 5 mil colchões e entre 400 e 500 mil telhas.

No relatório da Defesa Civil divulgado na manhã desta quinta-feira, que informava a situação de Guaraciaba e Salto Veloso, os dois municípios atingidos pelo tornado, dentre as 88.566 pessoas afetadas pelo fenômeno, 1.478 estão desabrigadas e 16.115 desalojadas.

A Defesa Civil de Santa Catarina alertou ainda que persiste o risco de temporal com chuva moderada a forte em alguns momentos nos próximos dias, com ventos fortes e granizo isolado, mas não da mesma intensidade do que ocorreu na madrugada desta terça-feira.