Chefes das Farc podem estar em outros países

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 4 de janeiro de 2004 as 23:01, por: cdb

O congressista independente Jimmy Chamorro, membro da Comissão de Relações Exteriores do Senado colombiano, afirmou neste domingo que os chefes máximos da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estão em países vizinhos.

– Não resta a menor dúvida de que grande parte do secretariado das Farc está fora da Colômbia, não necessariamente em países que fazem fronteira por terra, mas também em países maritimamente fronteiriços e em outros, um pouco mais distantes – disse Chamorro à imprensa.
De acordo com o comandante do Exército colombiano, general Martín Carreño, a captura de “Simón Trinidad” no Equador “prova que os líderes destas organizações estão se refugiando em países vizinhos, para fugir da ação das autoridades nacionais (…) Estamos trabalhando com autoridades dos países vizinhos para capturá-los”.

Órgãos de inteligência do Exército citados pelo Canal Caracol dão conta de que “as operações técnicas de inteligência revelam que Raul Reyes, membro do secretariado das Farc, mobilizou-se nos últimos meses no Brasil, e há provas de sua passagem por Manaus e outras localidades do país (…) Joaquín Gómez, outro membro da cúpula, foi visto na Costa Rica e outras ilhas do Caribe, e José Antonio Losada e Fabián Ramírez estão na Venezuela”.