Executivo do BC prevê melhora gradual nas contas públicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 10:25, por: cdb
BC
Túlio Maciel é executivo do BC

A perspectiva para o resultado das contas públicas é de gradual melhora, na avaliação do chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel. De acordo com dados divulgados pelo BC, nesta terça-feira, a economia feita pelos governos federal, estaduais e municipais para pagar os juros da dívida pública, chamada superávit primário, chegou a R$ 57,315 bilhões nos quatro primeiros meses de 2011. Esse resultado corresponde a 49% da meta do governo para o ano, que é R$ 117,9 bilhões.

Segundo Maciel, há sinais que indicam uma trajetória de regularidade nas contas públicas, depois de dois anos influenciadas pela crise financeira internacional, iniciada no final de 2008. De acordo com ele, o crescimento da economia neste ano gera aumento da arrecadação de tributos e, ao mesmo tempo, há maior esforço para a contenção de despesas públicas. “Esses resultados são consistentes com o cumprimento da meta neste ano e fortalecem a confiança nessa trajetória”, acrescentou.

De acordo com Maciel, no primeiro quadrimestre do ano passado, o setor público consolidado havia comprido 35% da meta, contra 39% do mesmo período de 2009. Antes da crise, esses resultados eram maiores. Nos quatro primeiros meses de 2008, haviam sido cumpridos 68% da meta e, no mesmo período de 2007, 60%.

Edição: Juliana Andrade