Chávez diz que sabia da volta de Zelaya a Honduras

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de setembro de 2009 as 13:08, por: cdb

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que sabia da volta do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya,  e que ajudou a “despistar” autoridades enquanto ele tentava retornar ao país. As informações são da BBC Brasil.

Em encontro com sindicalistas em Nova York (EUA), Chávez afirmou na terça-feira que Zelaya anunciou que participaria da 64ª Assembleia Geral das Nações Unidas para confundir os opositores sobre seu paradeiro. Para ajudá-lo, o presidente venezuelano disse ter ligado para o hondurenho em um telefone que estaria grampeado.

Chávez disse ainda que Zelaya teria contado com a ajuda de alguns militares para chegar a Tegucigalpa, capital hondurenha. De acordo com o presidente venezuelano, o avião de Zelaya teria aterrissado no aeroporto internacional, próximo à capital salvadorenha, San Salvador. Segundo o presidente do país, Maurício Funes, Zelaya “não fez qualquer pedido por meio dos canais formais” para entrar no país. Ele disse ainda ignorar como o colega entrou.

De El Salvador, segundo Chávez, Zelaya teria entrado em Honduras “por terra”, dentro do porta-malas de um carro, acompanhado por outros três homens. O presidente venezuelano informou que monitorou a entrada de Zelaya em Honduras por meio de um telefone via satélite.

Desde segunda-feira, o presidente deposto está hospedado na Embaixada do Brasil na capital hondurenha. Em entrevista à imprensa, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, disse que o pedido para que Zelaya ficasse na embaixada foi uma surpresa e negou que o Brasil tenha ajudado o presidente deposto a voltar a Honduras.