Censo aponta que 23,4% dos trabalhadores não são instruídos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de dezembro de 2003 as 10:22, por: cdb

No Brasil, em 2000, estavam ocupadas 47,9% das pessoas de 10 anos ou mais de idade, sendo 61,1% dos homens e 35,4% das mulheres neste grupo etário. De acordo com a análise dos resultados da Amostra do Censo Demográfico 2000, entre a população ocupada, 23,5% eram sem instrução ou tinham menos de 4 anos de estudo (ou seja, nunca freqüentaram escola ou sequer concluíram a quarta série do ensino fundamental ou equivalente).

Segundo a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 3,5% da população ocupada tinha dois ou mais trabalhos, sendo 3,2% dos homens e 4,1% das mulheres. Na população ocupada com nível de instrução mais elevado havia maior proporção de indivíduos com mais de um trabalho.

 Quanto à instrução, as pessoas com mais de um trabalho representavam 13,5% dos ocupados com pelo menos 15 anos de estudo, 4,2% dos com 11 a 14 anos de estudo e menos de 3% nos demais.

Quase 70% das pessoas ocupadas concentravam-se em três dos grandes grupos de ocupação: trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados (29,6%); trabalhadores da produção de bens e serviços industriais (22,1%) e trabalhadores agropecuários, florestais, de caça e pesca (17,6%).

As mulheres predominavam em quatro grupos (com participações variando de 50,2% a 59,3%) e representavam menos de 5% em dois deles.