Celso Roth e Santos: só falta assinar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de dezembro de 2001 as 20:55, por: cdb

O Santos já acertou as bases salariais com Celso Roth, mas faltam ainda alguns detalhes, que serão resolvidos neste sábado pela manhã, em reunião que será mantida com o presidente Marcelo Teixeira. Até o início da noite desta sexta-feira não havia sido confirmado o horário da apresentação do novo treinador, que deverá ocorrer logo depois do encontro. Um dos pontos pendentes é a escolha do preparador físico, ao mesmo tempo em que deverá haver uma discussão prévia sobre o elenco.

Os dirigentes santistas já tinham um plano de trabalho pronto para a próxima temporada e, com a chegada de Celso Roth, alguns pontos deverão ser revistos. Assim é que todos os entendimentos para a contratação de reforços – exceção apenas para Juninho Paulista e Oséas – estão suspensos. A cotação do zagueiro Argel subiu com a contratação do novo treinador. Ele já interessava ao Santos e as negociações podem evoluir na semana que vem.

Celso Roth não estava entre os primeiros nomes na preferência dos dirigentes santistas, que pretendiam um técnico de ponta. Pesou a seu favor o trabalho que realizou no Palmeiras: deixou o clube sendo xingado de “burro” pelos torcedores, mas numa boa posição na classificação. O time do Parque Antártica estava em sexto lugar quando saiu.

Situação semelhante passou, na mesma época, o técnico Geninho: a equipe estava invicta, na zona de classificação, e ele saiu depois de ser muito ofendido pelos torcedores. Transferido para o Atlético-PR, o ex-técnico santista conquistou o título de campeão brasileiro.

Celso Roth deverá manter reuniões nos próximos dias para reavaliar o trabalho realizado até aqui. No dia 2 de janeiro, os jogadores irão se reapresentar, inclusive os que estavam emprestados a outros clubes. Terá que fazer escolhas também: o goleiro Carlos Germano, que tem mais um ano de contrato com o Santos está retornando à Vila Belmiro, depois do empréstimo à Portuguesa de Desportos ou Fábio Costa, que foi punido várias vezes este ano por indisciplina.

Dos jogadores que estavam sendo negociados, Edílson já foi descartado e o motivo é o mesmo que está levando o Flamengo a liberar o atleta: seus altos salários. Adhemar também foi sondado, mas prefere ficar mais tempo na Alemanha. Vampeta também foi oferecido e os santistas não mostraram muito interesse. Por outro lado, dois jogadores do Santos estão nos planos do time da Gávea: o lateral Michel e o meia Robert.

A situação de Marcelinho Carioca continua indefinida, pois o jogador ainda não assinou o novo contrato por cinco meses. As bases já foram acertadas entre Ilton José da Costa e James Arruda e o documento está pronto para a assinatura. Já Viola não permanecerá mesmo na Vila Belmiro na próxima temporada.