CCR pode ser beneficiada pelo programa de concessões em 2004

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 10:07, por: cdb

A Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) poderá ser beneficiada a partir de 2004 com a promessa de retomada do programa de concessões rodoviárias, em que o governo federal pretende entregar 18 mil quilômetros.

A CCR detém a concessão de alguns dos trechos rodoviários mais importantes do país, como a rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo, a Rodovia dos Bandeirantes, que liga São Paulo ao interior do Estado, e a Ponte Rio-Niterói, entre outros.Notícia traz boas perspectivas para a CCR Os analistas de mercado têm visto esta notícia como extremamente favorável à CCR, já que a empresa, a partir do próximo ano, deverá apresentar forte geração de caixa, reunindo, assim, condições para expandir seus negócios.   


Vale destacar ainda, neste sentido, que recentemente a empresa divulgou que pretende investir em concessões rodoviárias no exterior, já que não há a possibilidade de novas aquisições no Brasil.

Governo pode ser parceiro das concessionárias De acordo com o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Keiji Hanashiro, nesta nova fase, o programa de privatização de rodovias poderá ser parcialmente subsiado pelo governo, que pretende evitar que os pedágios se tornem tão altos como os verificados atualmente.

No entanto, a fim de tranqüilizar os investidores no setor, o secretário deixou bem claro que o poder público não pretende interferir nos acordos já firmados com as concessionárias.

Ações fecharam em forte alta As ações ordinárias da CCR (CCRO3*) fecharam em alta de 3,53% nesta sexta-feira, cotadas a R$ 21,95. No ano, os papéis acumulam valorização de 210,02%, contra uma alta de 82,96% do índice InfoMoney do setor de serviços públicos (SETPUB) e da valorização de 79,13% do Ibovespa no mesmo período.