‘Cavalo-bomba’ mata pelo menos 8 na Colômbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de setembro de 2003 as 10:16, por: cdb

Pelo menos oito pessoas morreram e dez ficaram feridas nest a quinta-feira na explosão de um cavalo carregado com explosivos em um povoado do departamento colombiano de Boyacá. O atentado, cujos autores são desconhecidos, ocorreu pouco depois das 14h (16h de Brasília) na praça central da localidade de Chita (Boyacá, 200 quilômetros a nordeste de Bogotá).

Conforme o general Luis Alfredo Rodríguez, subdiretor da Polícia colombiana, o animal carregado com dinamite explodiu numa feira. O general acrescentou que aparentemente o objetivo dos terroristas era detonar os explosivos na frente da delegacia de polícia local.

O oficial disse ainda que a explosão provocou a morte imediata de cinco pessoas, entre elas duas mulheres e um menino. Outras três pessoas morreram quando eram levadas para um hospital na localidade de Uvita.

“A Polícia está investigando que grupo terrorista estaria envolvido na utilização deste ‘cavalo-bomba’. Por enquanto não temos nenhuma pista especial”, declarou Rodríguez. O general lembrou que nessa região atuam as guerrilhas Exército de Libertação Nacional (ELN) e Forças Armadas Revolucionárias de a Colômbia (Farc).

O subdiretor da Polícia indicou que, segundo os primeiros dados disponíveis, os autores tinham “a intenção de se aproximar das unidades militares ou de polícia” com o animal, mas a carga explosiva foi detonada antes do previsto. Lembrou que anteriormente foram registrados dois atentados similares na Colômbia com ‘burros-bomba’ nos últimos três anos. O general Rodríguez explicou que o número de mortos foi elevado por causa grande afluência de camponeses nesta feira.