Casos de dengue caem no Espírito Santo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 19 de outubro de 2009 as 12:31, por: cdb

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu, entre os dias 04 de setembro e 10 outubro, 54 notificações de dengue – contabilizadas até o dia 15 deste mês (números relativos até esta data, mas passíveis de alteração no decorrer da semana). A curva de notificações indica a continuidade da tendência de queda na quantidade de registros da doença.

De acordo com a Sesa, até a última sexta-feira, foram registrados 2.409 casos suspeitos da dengue grave. Destes, 1.487 foram confirmados como Dengue com Complicações (DCC), 369 como Febre Hemorrágica da Dengue (FHD) e 71 tiveram o resultado negativo, sendo descartados para a doença. Os demais estão sob investigação.

Até o último dia 15, houve 54 mortes causadas pela dengue confirmadas pela Sesa e nove estão sendo analisadas pelo Comitê de Investigação de Óbito da Secretaria. Dos óbitos confirmados, 25 aconteceram em decorrência de Febre Hemorrágica da Dengue e 29 foram enquadrados como Dengue com Complicações.

O combate à dengue, entretanto, deve ser mantido, pois a diminuição de notificações nos meses anteriores ao verão, quando a temperatura está mais amena e o clima mais seco (com menos chuvas), ocorre devido a uma queda natural da proliferação do Aedes aegypti, o vetor da doença.

Nesta época, os ovos do mosquito, que predominam no ambiente domiciliar, podem aguardar por até um ano as condições favoráveis à eclosão: água, calor e umidade. Por isso, é importante que a população se dedique à eliminação dos ovos dentro das residências, medida que evitará o surgimento de vetores adultos no verão, diminuindo a quantidade de doentes na fase epidêmica.