Caso perdido o do governo tucano de São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 10:18, por: cdb

Nesta semana as panes – que constituem as principais “obras” do governo tucano de Geraldo Alckmin este ano – atingiram simultaneamente o sistema de trens de subúrbio da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o metrô paulistano.

Nesta 3ª feira (ontem), uma falha no sistema de energia da linha 8-diamante da CPTM fechou um sentido de circulação dos seus trens entre as estações Jandira e Itapevi, na Grande São Paulo. De acordo com a empresa, o problema começou por volta das 14h30 ontem, no trecho entre as estações Sagrado Coração e Engenheiro Cardoso, mas afetou as quatro últimas estações da linha.

Na véspera, na 2ª feira, um trem já havia apresentado problema de tração por volta das 9h na estação Cidade Jardim da linha 9-Esmeralda, da mesma CPTM. Como os trens em sentidos contrários alternam-se para passar, as falhas provocam atrasos e espera maiores nas estações.

Na mesma 3ª feira, e hoje, o metrô paulistano apresentou problemas na linha Leste-Oeste, Itaquera-Barra Funda. Resultado: ontem o metrô de São Paulo, que já e o mais lotado do mundo, circulou lentamente e o trajeto em toda a linha, normalmente feito em no máximo 20 minutos, levou o dobro de tempo para ser feito. Mas, acredite se quiser: no metrô, o mesmo problema, atraso de trens e lentidão, na mesma linha, se repetiu hoje cedo.

Gestão alckmin é um desastre na área de transporte público

Como não reconhece os erros e o desastre de sua gestão na área de transportes – pelo contrário, aluga a pena de técnicos e de deputados de sua base para defender a politica de transportes, como se viu nos jornais ainda ontem – o governo tucano de São Paulo já pode ser considerado um caso perdido nessa área. E olha que ainda faltam três anos para Geraldo Alckmin terminar esse seu 3º mandato como governador…

Não adiantam as penas de aluguel. Caem no vazio suas afirmações de que o PT “implica” com as áreas de transportes do tucanato paulista. Os fatos falam mais alto e a realidade está ai. O sistema está em pane e não funciona, Basta contar o número de falhas nas ultimas semanas. Agora, parece que serão diárias, 2ª, 3ª, 4ª feira…

E não é o governo Alckmin que vai conseguir solucionar a questão e melhorar o sistema, já que, como lembrei, Geraldo é governador pela 3ª vez no Estado.