Casal é acusado de decapitar seus três filhos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 17 de abril de 2003 as 19:36, por: cdb

Um júri investigador do sul do Texas acusou uma mulher mexicana e seu companheiro de matar e decapitar os três filhos do casal, supostamente por pensarem que estavam possuídos pelo demônio, informou um detetive encarregado do caso.

María Angela Camacho, mãe dos meninos, e seu companheiro, John Allen Rubio, enfrentam cada um quatro acusações de homicídio. A quarta acusação foi apresentada ontem com base em uma lei estadual que permite acusações separadas para assassinatos de duas ou mais pessoas “no mesmo ato”.

A conseqüência pode ser o aumento da sentença no caso de condenação.

Camacho, de 23 anos, e Rubio, de 22, estão detidos no condado de Cameron desde que a polícia os encontrou em seu apartamento no dia 11 de março com os cadáveres de seus filhos, todos decapitados.

No Estado norte-americano do Oregon, Christian Longo, de 29 anos, foi condenado à morte pelo assassinato de sua esposa e dos três filhos do casal.

Longo já havia se declarado culpado pela morte de sua mulher, Mary Jane, e da filha Madison. No começo da semana, o júri de Newport considerou-o culpado pela morte dos filhos Zachery e Sadie. Os cadáveres foram descobertos em dezembro de 2001.