Caruaru vive clima de carnaval no dia de São João

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de junho de 2011 as 15:08, por: cdb

Depois de reunir cerca de cem mil pessoas no Pátio do Forró durante os shows da noite da Véspera de São João, Caruaru começou cedo a festa desta sexta-feira (24) de feriado. Desde as 10h da manhã, centenas de pessoas já chegavam ao Alto do Moura.
Além de carros, vários ônibus traziam turistas de toda a região que vinham passar o dia na chamada “capital do forró”.

O bairro é famoso pelo artesanato em barro e pelo museu em homenagem ao mestre Vitalino e foi o primeiro ponto de visita da presidente Dilma Roussef em sua passagem pela cidade na última quarta-feira (22). Ele é o principal ponto de festejos juninos da cidade durante o dia. A animação começa cedo e se espalha ao longo da principal rua da área.

O clima descontraído lembra as festas de carnaval em Olinda, apenas trocando o frevo pelo forró. Isso vale até mesmo pelo forte sol que atinge o alto do Moura nesta sexta-feira, em substituição à garoa que permaneceu presente durante toda a véspera.

A competição de dezenas de bares ao longo da rua, cada um com sua música própria, gera uma grande mistura de forró de pé-de-serra, com forró eletrônico, mas o público escolhe o bar de que mais gosta e consegue escutar o estilo musical que prefere.

Um palco oficial também leva atrações ao bairro. Nesta sexta-feira (24), vão se apresentar o Trio Pé de Serra, o Trio Fera Indomável, a Banda do Batista e Tony Moratto. A animação no Alto do Moura atrai os visitantes da cidade ao longo do dia, e segue até a noite, quando a festa migra para o Pátio do forró no Centro da Cidade.

Origem das festas juninas

Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira explica que surgiu em função das festividades ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que está festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.

Fonte: G1 e Suapesquisa.com