Cartunista baiano ganha prêmio internacional de Humor Gráfico

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de dezembro de 2003 as 23:49, por: cdb

O cartunista Flávio Luiz, que ilustra as páginas do Correio da Bahia, conquistou o quarto lugar no I Festival Internacional de Humor Gráfico das Cataratas do Iguaçu, que teve como tema a excassez de água no mundo.
 
O cartum do artista baiano concorreu com 2.826 trabalhos, inscritos por cartunistas de quase 80 países. É o terceiro prêmio conquistado por Flávio Luiz este ano, de cinco concursos de que participou.

Em julho, ele tirou o primeiro lugar no 16º Salão de Volta Redonda, com uma charge que inseria o presidente Lula no mundo da Matrix. O cartunista também ganhou o prêmio especial na categoria ecologia no festival de cartoon de Malmoe, na Suécia.

Flávio Luiz soube do prêmio no festival de Foz do Iguaçu no sábado, dia em que completou 39 anos. Para ele, o quarto lugar foi uma grande vitória porque o nível dos trabalhos apresentados no concurso estava muito alto.

– Eu participei ao lado de pessoas que foram meus ídolos quando eu comecei a desenhar – afirma o cartunista. O israelense Yuri Ochakovsky foi o grande vencedor, conquistando o primeiro lugar.

O segundo lugar ficou com o gaúcho Neltair Abreu, mais conhecido como Santiago, e o terceiro com o espanhol Omar Alberto Figuereoa Turcios. O paulista Raimundo Rucke ficou com o quinto lugar.

Enquanto a charge trata de assuntos que estão na ordem do dia, o cartum aborda temas atemporais. No concurso de Foz do Iguaçu, os artistas evidenciaram o absurdo da falta de água no mundo.

“O cartum pretende provocar uma reflexão”, diz Flávio Luiz. Para ele, os prêmios chamam a atenção para essa arte, numa cidade que reconhece pouco o talento dos seus cartunistas.

– É sempre bom mostrar que a gente faz isso aqui, para o pessoal ver a força dos cartunistas baianos, que conquistam vários prêmios lá fora – declara.

Dono de um traço marcante e de boas idéias, Flávio Luiz Rodrigues Nogueira trabalha com artes gráficas desde sempre, mas adotou oficialmente a profissão de cartunista em 1986. Além de cartuns e charges, ele cria também caricaturas e histórias em quadrinhos. Atualmente, Flávio Luiz é ilustrador do jornal Correio da Bahia, onde publica diariamente a tirinha Rota 66.